Bem vindo!

Tu que és um andarilho virtual na constante busca pelo conhecimento e diversão, celebre a vida conosco! Junte-se à nossa lareira, venha beber uma taça de vinho ou esfriar-se em uma grande caneca de cerveja, faça novos amigos ou solidifique velhas amizades.

"Sem comer e sem beber ninguém se cobre de glória" (provérbio viking).

terça-feira, 14 de junho de 2011

Campari: Glamour e Paixão em Vermelho

Campari: Da Itália para o Mundo
Na metade do século 19 em Milão, uma bebida de coloração carmesim vibrante criada pelo liquorista Gaspare Campari, iria marcar para sempre o mercado de bitters (aperitivos amargos). 

No inicio o nome era bem complicado “Bitter all’uso di Hollanda”, mas não demorou muito para ser alterado na forma que conhecemos atualmente, Campari Bitter.

A estreia do Campari ocorreu na abertura de um elegante café de Gaspare, o Camparino, localizado na Galleria Vittorio Emmanuele II (fundada em 1867), ao lado da catedral de Milão. Era uma época promissora para as criações, já que todos os donos de bares e restaurantes elaboravam suas próprias bebidas.

A primeira fábrica da bebida surge em 1892, graças à iniciativa de um de seus filhos, Guido Campari, sendo posteriormente aprimorada por seu irmão mais velho, Davide Campari.

O aperitivo continua sendo preparado conforme a receita original de Gaspare Campari, com base em um extrato alcoólico contendo 86 ingredientes (ervas amargas e aromáticas, frutas e especiarias). Obviamente a receita exata é um segredo bem guardado, mas entre os ingredientes reconhecíveis estão o ruibarbo, o ginseng, o óleo cítrico, a romã, a casca de laranja e a casca da árvore cascarilla (típica de Bahamas). 

A atriz Eva Mendes em uma campanha publicitária do Campari
A versatilidade e a cor vermelho paixão do Campari, são os principais atributos que agradam bartenders e clientes ao redor do mundo.

A bela atriz Jessica Alba promovendo a bebida

2comentários:

vivi disse...

Adorei essa postagem sobre o Campari, a bebida me lembra os anos 70, uma coisa meio "Festa Disco" , embora, tenha sido criada muito antes. Eu particularmente gosto muito do sabor, um doce que depois fica amargo, fora a cor que é o máximo, aquele vermelho luminoso!!!

Gen Luglidisse...

Verdade! Acho que o marketing da bebida foi marcante na década de 70, mas o sabor é para poucos, afinal, bitter não é algo apreciável logo de cara.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...