Bem vindo!

Tu que és um andarilho virtual na constante busca pelo conhecimento e diversão, celebre a vida conosco! Junte-se à nossa lareira, venha beber uma taça de vinho ou esfriar-se em uma grande caneca de cerveja, faça novos amigos ou solidifique velhas amizades.

"Sem comer e sem beber ninguém se cobre de glória" (provérbio viking).

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Mais de 100 Gírias da Linguagem Popular Brasileira

As gírias representam a forma de expressão mais popular da linguagem, utilizada por determinados grupos sociais, pertencentes a uma classe, faixa-etária ou ocupação profissional. Trata-se de um método temporal não convencional, oriundo de grupos marginalizados, usado para exprimir atitudes, ações ou termos da linguagem culta, considerado por estes, ultrapassados.

Desconheço qualquer sociedade moderna que não tenha pelo menos uma gíria em seu vocabulário coloquial, na lingua inglesa, por exemplo, o termo gíria é conhecido como slang.

Fiz um pequeno estudo de alguns grupos sociais brasileiros e suas respectivas gírias, obviamente muitas delas caíram em desuso com o passar do tempo, fato que as tornam ainda mais interessantes para boas risadas. E muito cuidado ao falar certas gírias fora de sua época, você pode ser tachado (a) de velho (a)!
  
GÍRIAS DE JOVENS DA DÉCADA DE 60 E 70

Bicho: Sujeito. Forma amigável de chamar uma pessoa sem pronunciar seu nome.
Boko-Moko: Assim era chamada a pessoa que não sabia se comportar em um determinado círculo social, seja no modo de falar ou na forma de se vestir.
Broto: Essa é do tempo da Jovem Guarda e significava “moça adolescente”.
Bulhufas (ou lhufas): Não entendo bulhufas, ou simplesmente, não entendo “nada”.
Cafona: Deselegante ou algo fora de moda.
Canastrão: Mau ator.
Carango: Carro.
Careta: Conservador.
Coroa: Pessoa idosa ou mais velha. Patriarca.
Cricri: Chato ou irritante.
Discoteca: Casa noturna.
Gaita: Dinheiro.
Garota de Fechar o Comércio: Garota lindíssima.
Grilo ou Grilado: Preocupação ou preocupado.
Lelé da Cuca: Louco ou inconsequente.
Lero-Lero: Enrolação.
Mora?: Entende?
Na Crista da Onda: Em pleno sucesso.
Pão: Homem bonito.
Papo-Firme: Pessoa que cumpre com o combinado.
Plá: Conversa.
Prafrentex: Avançado.
Quadrado: Conservador.
Tá Russo: Está ruim ou de difícil solução.
Tremendão: Rapaz bonito. 
Uma brasa: Ótimo, muito bom 
Xuxu Beleza: Tudo certo.

GÍRIAS DE JOVENS DA DÉCADA DE 80 E 90

Animal: Ação radical ou surpreendente.
Antenado: Pessoa atualizada. 
Arrasar: Fazer sucesso em algo.
Azarar: Flertar.
Baba-Ovo (ou Baba-Egg): Bajulador ou puxa-saco.
Brega: Fora de moda. 
Cara: Sujeito. 
Caramba: Expressão de espanto. 
Caroço: Pessoa chata, enjoada.
Chaveco: Cantada, paquera. 
Chocante: Muito bom, surpreendente.
Cola no Meu Mocó: Vá a minha casa. 
Danceteria: Casa noturna.
Dar um Tapa: Fumar um cigarro de maconha.
Deprê: Acrônimo de depressivo. 
Detonar: Livrar-se de uma tarefa ou pessoa. 
É Ruim, Hein!: Mesmo que "tô fora!", "eu, hein!" ou "de jeito nenhum".
É Rod (ou É Rodney!): É ruim.
Ficar: Envolvimento afetivo sem compromisso por apenas algumas horas ou noite. 
Ficar de Rolo: Envolver-se com uma pessoa por algumas vezes sem exigir fidelidade. 
Fichinha: Facílimo. 
Fliper: Fliperama, casa de jogos eletrônicos. 
Gente Fina: Pessoa agradável ou confiável.
Lok: Atributo que define um sujeito que comete erros estúpidos.
Mauricinho: Sujeito arrumadinho e endinheirado, que sempre traja roupas de grife. 
Numa Nice: Ficar numa boa.
Patricinha: Versão feminina da gíria "Mauricinho". 
Playboy: Rico mimado. 
Plínio: Sujeito mais abonado que o "Mauricinho". 
Queimar o Chão: Ir embora. 
Queimar o Filme: Passar-se por ridículo em uma determinada situação. Perder uma boa oportunidade ou deixar de cumprir um compromisso. 
Roubada: Acontecimento ruim e imprevisível. 
Trampar: Trabalhar. 
Trampo: Local de trabalho. 
Valeu: Obrigado.
Zerar a Máquina: Finalizar os objetivos de uma máquina de fliperama. 
Zuar: Bagunçar. 

GÍRIAS MARGINAIS OU RELACIONADAS AO CRIME

Bobo: Relógio de Pulso
Busão: Ônibus coletivo.
Cagueta (ou Alcagueta): Delator. Quem denuncia algo ou alguém para obter vantagem. 
Chave de Cadeia: Situação ilegal arriscada ou algo ilegal arriscado. 
Coxinha: Policial Militar. 
Doutor (ou Doutô): Advogado ou pessoa com formação superior.
É fria: Situação perigosa.
Lupa: Óculos. 
Mandar Um Verbo: Pronunciar-se sobre algo. 
Mano: Parceiro em algo, amigo ou irmão. 
Mili Duk: Há muito tempo. 
Mina: Mulher.
Muquiar: Esconder.
Pisante: Tênis ou calçado. 
Tá Embaçado: Está complicado ou de difícil solução. 
Tira: Investigador ou Policial Civil. 
Três-Oitão (ou 38): Arma de fogo. 
Treze (ou 13): Sujeito louco ou maluco. 
Truta: Pessoa de confiança. Amigo verdadeiro. 
Um-Sete-Um (ou 171): Estelionatário.
Vacilão: Sujeito que comete erros grosseiros.
Vinte-e-Quatro (ou 24): Homossexual ou homoafetivo.

GÍRIAS HOMOAFETIVAS

Amapô: Mulher.
Babado: Novidade. 
Babado Forte: Novidade reveladora ou importante. 
Barbie: Homossexual hipertrofiado. 
Bichinha Pão-com-Ovo: Gay pobre ou com atitude medíocre. 
Bofe: Homem másculo. 
Coturninho: Lésbica com atitude masculina. 
Dar a Elza: Furtar. 
Dar o Truque: Enganar. 
Desaquenda: Esquecer algo ou afastar-se e algo. 
Entendido (a): Um suposto gay não assumido. 
Naja: Fofoqueiro ou pessoa que não inspira confiança. 
Pochete: Lésbica com mau gosto para se vestir. 
Quebrar a Louça: Relação sexual entre mulheres. 
Ratoburguer: Sujeito com mau hálito. 
Sair do Armário: Assumir a homossexualidade para a sociedade.
Sandalinha: Lésbica delicada e feminina. 
Serginho: Homossexual inocente ou sonhador. 
Tombado: Sujeito em situação desfavorável. 
Urso (ou Ursinho): Homossexual peludo e acima do peso. 

GÍRIAS DE SKATISTAS

Baba-Egg: Pessoa muito bajuladora. 
Chupar Uma Manguita: Se dar mal, cair do skate. 
É Novas: Todo mundo já sabe. 
Gralha: Skatista ruim. 
Madonna: Manobra radical. 
Morcegar: Andar de skate à noite. 
Pleiba: Rico que anda de skate. 
Radical: Ação extrema, que causa boa ou má impressão. 
Tá na Hands: Está tudo certo, sob controle. 
Tem jeito?: Tudo bem? 

GÍRIAS DE SURFISTAS

Arrebentar: Se sair muito bem em algo. 
Bacalhau: Mulher feia. 
Brother (ou Brou): Camarada, colega. 
Chutar o Pau da Barraca: Bagunçar tudo de uma vez. 
Clean: Mar agitado, mas sem vento. 
Crowd: Lugar lotado de pessoas. 
Estar no Rip: Estar em forma. 
Flat: Mar sem ondas.
Fubanga: Mulher feia. 
Grommett: Surfista novo, com faixa-etária entre 10 a 12 anos de idade. 
Kaô: Conversa mentirosa ou exagerada. 
Larica: Fome ou comida rápida. 
Maroleiro: Surfista que gosta de ondas pequenas. 
Merreca: Onda pequena ou marola. 
Morra: Onda grande. 
Morte Horrível: Cair da prancha e ser engolido pela onda. 
Pagar Mico: Fazer besteira ou passar vergonha. 
Paneleiro: Surfista ruim. 
Pipocar: Ficar com medo de uma onda grande e com isso retirar-se do mar. 
Storm: Mar agitado, com vento. 
Tomar Um Caldo: Ser coberto por uma onda. 

GÍRIAS DE AUTOMOBILISMO

Barbeiro: Péssimo motorista. 
Domingueiro: Motorista neófito que apenas conduz seu veículo nos finais de semana. 
Farol: Semáforo.
Fina: Quando um veículo passa rente ao outro. 
Maria Gasolina: Mulher interesseira. 
Pé-de-Chumbo: Sujeito que conduz seu veículo em velocidade alta. 
Roda Presa: Motorista que dirige vagarosamente. 

GÍRIAS DO FUTEBOLISMO

Banheira: Jogador que tem por hábito ficar na área do gol do adversário, estando sempre em impedimento. 
Cartola: Dirigente de clube. 
Dar de Bico: Chutar com a ponta do pé. 
Firula: Jogada desnecessária com intuito de humilhar o adversário. 
Fominha: Sujeito que não passa a bola.
Frango: Bola facilmente defensável, mas que entra no gol. 
Frangueiro: Goleiro que tem o hábito de deixar escapar bolas facilmente defensáveis. 
Jogar de Salto Alto: Empenhar-se pouco. Fazer o mínimo para o time em detrimento de um baixo salário. 
Maria Chuteira: Mulher interesseira que procura envolvimento com jogadores profissionais.

GÍRIAS DE ACADEMIAS DE GINÁSTICA E LUTA

Bolado: Pessoa hipertrofiada que supostamente utilizou anabolizantes. 
Bombado: Pessoa hipertrofiada que evidentemente utilizou anabolizantes. 
Espalhar o Frango: Tirar a base de apoio de um adversário numa luta de chão.
Frango: Pessoa com pouca massa ou desenvolvimento muscular. 
Homem-Taça: Homem com relevante hipertrofia dorsal e pernas finas ou pouco desenvolvidas. 
Maria Tatame: Mulher interesseira que procura envolvimento com lutadores profissionais. 
Marombeiro: Frequentador de academia ou praticante assíduo de exercícios físicos.
Mata-Leão: Golpe de Jiu-Jitsu que provoca esganadura. 
No Shape: Em forma. 
Rasgado: Definido. 
Voadora: Chute aéreo.
Zerar a Máquina: Levantar todos os pesos de um aparelho de ginástica.

8comentários:

Ivo Camposdisse...

Sem puxação de saco, mas essa foi uma das melhores reportagens que ja vi em blogs na vida. Muito interessante mostrar sobre as girias e origens.

Nunca podia imaginar que "caô" tivesse surgido entre os surfistas, pensei que tivesse surgido nos morros do Rio. Mas quais são as fontes onde vc concluiu sua busca ?

Dos anos 60 e 70 Bicho, Canastrão, Careta, Grilo, grilado, Lelé da Cuca, lero lero, Na Crista da Onda, Quadrado e xuxu beleza se usa até hoje. Canastrão é citação direta entre cinefilos e criticos de cinema, e careta se tornou a mais classica dae, nao tem um jovem que nao use quando ve algo antiquado.

E das girias de 80 e 90, 98% se usa até hoje... agora eu ri pra caralho com essa aqui

"Quebrar a Louça: Relação sexual entre mulheres."

kkkkkkkkkkk é muita maldade

Enfim, reportagem fodona... mas onde axou as fontes ?

Gen Luglidisse...

Valeu Ivo, fico feliz que tenha gostado. Deu um trabalhinho juntar todas elas e minhas fontes foram diversas. Tenho dois livros que descrevem expressões e gírias brasileiras regionais e de certos períodos, em um deles havia algumas referências para as gírias de surfistas.

Quanto as gírias homoafetivas, lembrei de uns conhecidos do meio que eram bem engraçados, e a maior parte das coisas que eles falavam me lembro até hoje.

Já as gírias da década de 70, 80 e 90, particularmente lembro de muitas mais, já que minha vida passou por esses três momentos.

O desafio da pesquisa foi categorizar, separando cada gíria em sua respectiva tribo ou época, mas isso que eu fiz é pouco, são 150 gírias mais ou menos, que poderíam ser muitas mais, fora que há dezenas de outros grupos sociais com suas próprias, e isso inclui até facções religiosas.

Pedro Mendonça disse...

Grupos marginalizados???? hahahahha

Gen Luglidisse...

Pedro, você que pertence a um grupo marginalizado (Corinthians), poderia nos revelar algumas gírias que nasceram no fervor dos jogos do "curingão".

preta azul limaodisse...

Pô muito fd sua pesquisa
da o papo reto, maneiro truta.

angelo reisdisse...

Cara essa demais da conta sõ...
muito bacana... gostei.
Olha, gostaria de saber de onde veio a frase: "pagar de gatinho"
Obrigada pela matéria... valeu mesmo

Anônimo disse...

Velho mtu loko esse blog no passar a ler. Kkk

Nandinhaa Tubedisse...

Oque significa lebru ou lebrun?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...